'Curativo do futuro' trata e monitora ferimentos automaticamente

Já imaginou um curativo que, após colocado sobre um ferimento, consegue acompanhar sua evolução e tratá-lo da forma adequada automaticamente? Pois saiba que este "band-aid do futuro" já existe, pelo menos na forma de um protótipo.

Pesquisadores da Universidade Tufts, em Massachusetts, nos Estados Unidos, são os criadores desta novidade. O curativo usa um microprocessador e pequenos sensores capazes de monitorar sutis mudanças no processo de cicatrização de um ferimento.

A partir destes dados, o próprio curativo, equipado com um coquetel de medicamentos e pomadas em doses microscópicas, é capaz de administrar o tratamento da ferida. Assim, a cicatrização pode terminar mais rapidamente do que sem este tratamento.

O curativo pode detectar, por exemplo, se a ferida "está recebendo oxigênio suficiente, se está no nível de pH correto, qual é a temperatura perto da ferida ou se existe alguma inflamação", explicou Sameer Sonkusale, engenheiro que lidera o projeto, ao site Digital trends.

"Toda esta informação é comunicada a um processador central onde o médico programou a liberação do medicamento, como um antibiótico, ou fator de crescimento, para melhorar a cura", diz Sonkusale. No futuro, um dispositivo como este pode ajudar também na cicatrização de cirurgias e queimaduras.

O pesquisador admite, porém, que o protótipo ainda está longe de ser disponibilizado no mercado.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ