Comparativo: Amazon Fire TV Stick é completo, mas Chromecast é mais simples

No fim do ano passado a Amazon lançou no Brasil o Fire TV Stick, um pequeno dispositivo HDMI que adiciona poderes de Smart TV a qualquer TV. Em um primeiro momento ele lembra bastante o Chromecast do Google, e a faixa de preço inclusive é parecida, mas os dois produtos contam com grandes diferenças entre si.

Qual vale mais a pena? Isso tudo depende do que você procura. No geral, eles oferecem praticamente a mesma coisa - acesso a diferentes tipos de conteúdo multimídia mesmo em TVs convencionais. Mas a abordagem deles para isso é diferente.

Enquanto o Chromecast é um retransmissor de conteúdo, o Fire TV Stick é um dispositivo que reproduz conteúdo a partir dele mesmo. Essa é a diferença fundamental entre os dois dispositivos. Enquanto o produto do Google aposta em simplicidade, o da Amazon é mais completo.

O Chromecast recebe dados de smartphones, tablets ou PCs e roda versões simplificadas de aplicativos na TV. O Fire TV Stick roda apps completos, e não depende de nenhum outro dispositivo para funcionar.

Assim, enquanto a navegação do Chromecast depende de um smartphone, por exemplo, o Fire TV Stick tem um controle próprio. Isso significa que para selecionar um filme para assistir no Netflix o usuário pode usar um controle remoto com alguns poucos botões no TV Stick, enquanto no Chromecast ele vai precisar usar o app do serviço no smartphone.

Existem algumas vantagens e desvantagens nas duas abordagens. Como o Fire TV Stick conta com apps completos, o usuário precisa baixar Spotify, Netflix e o que mais quiser usar, e entrar com as credenciais em cada um desses apps. Digitar pelo controle remoto não é lá muito fácil - felizmente um app do Fire TV Stick para Android e iOS permite digitar pelo smartphone.

No Chromecast isso não é necessário: como o app é o mesmo que você usa no seu smartphone, tudo o que o usuário precisa é conectar o dispositivo à mesma rede Wi-Fi e pronto - um ícone do protocolo Google Cast surge no aplicativo do celular, e a partir daí é só escolher o que quer assistir na TV.

O Chromecast é simples, mas o Fire TV Stick é mais robusto. Uma coisa que praticamente todo usuário do Chromecast já passou em algum momento foi, no meio de uma transmissão no Netflix, por exemplo, perceber que o dispositivo perdeu a conexão com o celular. Assim, é necessário entrar no app Google Home para pausar, ou finalizar a transmissão. Esse tipo de dor de cabeça não ocorre no Fire TV Stick exatamente por ele rodar um app completo do Netflix e oferecer um controle remoto.

Por ser apenas um retransmissor, o Chromecast não roda um sistema operacional próprio. O Fire TV Stick usa o Fire OS, uma versão modificada do Android desenvolvida pela Amazon. Ele tem uma tela inicial com todos os apps baixados, permite o download de novos aplicativos, e também pode receber novos softwares para Android caso o usuário queira fazer modificações por conta própria - e, assim, instalar emuladores e outros APKs para rodar pelo aparelho. Já a navegação do Chromecast é totalmente pelos apps para Android, iOS ou PC.

A oferta de apps na loja oficial do Fire TV Stick é consideravelmente inferior à do Chromecast, mas há um problema bem mais grave do que a ausência de um ou outro app: em meio a uma guerra entre Google e Amazon, o app do YouTube para o TV Stick parou de funcionar. Assim, quem quer ver YouTube na TV precisa instalar um navegador separado para acessar a versão web. Dois estão disponíveis para download: Silk ou Firefox. Isso pode mudar a qualquer tempo, mas enquanto esse comparativo estava sendo escrito, o acesso ao YouTube no Fire TV Stick não era tão simples quanto no Chromecast, embora fosse possível assistir a vídeos da plataforma do Google nos dois aparelhos.

No fim das contas, para definir melhor entre eles é preciso saber o que o usuário busca. O dispositivo da Amazon tem certas limitações de conteúdo disponível no Brasil, não conta com acesso ao YouTube, mas oferece uma experiência mais completa e confiável com seus apps feitos para o dispositivo. O Chromecast é apenas um retransmissor de conteúdo que sofre de vez em quando com problemas de conexão, e depende demais de um segundo dispositivo para funcionar. Por outro lado, ele oferece mais conteúdo do que o concorrente, e é consideravelmente mais simples: é só conectar a uma rede Wi-Fi e começar a usar.

O Amazon Fire TV Stick tem preço sugerido de R$ 289. O Chromecast pode ser encontrado mais ou menos na mesma faixa de preço.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ