Google e Amazon entram em guerra por causa de produtos concorrentes; entenda

Google e Amazon estão em verdadeiro pé de guerra. A gigante de buscas anunciou na noite desta terça-feira, 5, que retiraria o suporte do YouTube a dois importantes produtos da rival: o Echo Show e o Fire TV. Embora essa não seja a primeira vez que o Google faz isso, o que chama a atenção é a justificativa totalmente comercial e sem nenhuma base técnica.

Em comunicado divulgado, o Google afirma tentar chegar a um acordo com a Amazon para que ambas deem suporte aos dispositivos rivais. No entanto, a gigante do comércio eletrônico estaria se negando a vender o Chromecast e o Google Home em sua loja, bem como se recusaria a lançar o Prime Video para os usuários do Google Cast. “Dado essa falta de reciprocidade, nós não vamos oferecer o YouTube no Echo Show e Fire TV”, publicou o Google.

A ausência do YouTube tende a ser um duro golpe nos produtos da Amazon, dada a popularidade da plataforma de vídeos. Segundo o Google, o Echo Show perderá acesso ao aplicativo imediatamente, sendo redirecionado para uma página da web não otimizada. Já o Fire TV, que chegou recentemente ao Brasil e tem uma base de usuários muito maior, terá o suporte removido no dia 1º de janeiro.

Em resposta, a Amazon afirmou que o “Google está adotando um precedente decepcionante ao bloquear seletivamente o acesso dos consumidores a um site aberto”. A empresa disse que esperar resolver esse problema assim que possível, conforme publicou o 9to5Google.

Fogo cruzado entre gigantes

A disputa entre Google e Amazon não é recente, embora a situação tenha se agravado exponencialmente nos últimos meses. Em 2015, a gigante varejista retirou o Chromecast e a Apple TV, dois rivais da sua Fire TV, de sua plataforma de vendas. Na época, a Amazon alegou que a ação seria para que evitar confusão, já que os seus clientes estariam buscando dispositivos que pudessem transmitir o serviço de streaming Prime Video.

O suporte do Prime Video ao produto da Apple chegou apenas este ano, quando a Amazon decidiu lançar um aplicativo para a plataforma. No entanto, o Chromecast continua sem suporte ao serviço de streaming até o momento.

Em setembro deste ano, o Google decidiu cortar o suporte do YouTube do Echo Show, que é um assistente pessoal doméstico equipado com uma tela. Na ocasião, a empresa de buscas afirmou que o produto da Amazon estaria violando os termos e serviços do site de vídeos. No entanto, poucos dias após a decisão, rumores de que o Google lançaria um concorrente para o produto colocaram ainda mais lenha na fogueira.

ReproduçãoApesar do retorno do YouTube ao Echo Show, a Amazon contra-atacou: retirou todos os novos termostatos e produtos inteligentes da Nest, uma empresa comprada pelo Google, de sua loja online. Esses dispositivos também são competidores diretos dos aparelhos da Amazon para casas inteligentes. Foi a gota d’água para que o Google atacasse novamente nesta terça-feira, 6.

De fato, Google e Amazon tem concorrido em muitas áreas recentemente. No entanto, o campo de batalha principal tem sido os produtos voltados para casas inteligentes, onde a linha Amazon Echo tem superado com larva vantagem os alto faltantes Google Home. Além disso, ambos tem produtos de transmissões, lojas de aplicativo para Android e serviços de músicas competindo, entre outras coisas.

Esta não é a primeira vez que o YouTube tem sido usado como uma arma contra rivais. Há alguns anos, o Google foi acusado de impedir o lançamento de qualquer aplicativo oficial do site de vídeos para o Windows Phone, obrigado a retirada até mesmo daqueles que foram feitos pela própria Microsoft. Além disso, produtos como Gmail, Docs e Maps nunca foram lançados para a plataforma, que acabou fracassando.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ