Amazon negocia venda de cosméticos no Brasil

Aos poucos, a Amazon começa a expandir os seus negócios no Brasil. Segundo informações da Reuters, a gigante do e-commerce pode estar fechando parcerias com as marcas O Boticário e Natura para vender produtos de beleza na sua plataforma.

Essa parece ser uma estratégia agressiva para companhia, que costuma se concentrar em cosméticos após se estabelecer em segmentos centrais, como eletrônicos, brinquedos e artigos para o lar. No caso da América Latina, a empresa começou a oferecer livros e seu streamig de vídeo a cerca de um ano.

Por outro lado, o setor de beleza é um dos que mais vendem no Brasil. Os consumidores gastam, no total, US$ 30 bilhões por ano com maquiagem e o país fica atrás somente dos Estados Unidos, China e Japão.

A Amazon informou que nos últimos cinco anos tem realizado reuniões com potenciais vendedores e fornecedores para possíveis planos futuros. Já a Natura e O Boticário não se pronunciaram sobre as especulações.

Fontes que estão acompanhando as negociações afirmam que a Natura ainda está receosa em abrir mão dos seus tradicionais consultores para passar a vender produtos pela internet. Já O Boticário parece não estar interessado em vender marcas próprias na Amazon, mas está avaliando a venda de produtos de marcas com direito de exclusividade de distribuição, como a Revlon, Lee Stafford e Nuxe Paris.

Ainda assim, a Amazon está se preparando para dominar o mercado nacional. Em fevereiro, a companhia estava interessada em alugar um armazém próximo a São Paulo e, em abril, a empresa estava negociando com a companhia aérea Azul para enviar mercadorias internamente.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ