Mercado mundial de PCs completa sexto ano consecutivo em queda

Dois mil e dezessete foi o sexto ano seguido no qual o número de computadores vendidos demonstrou queda. De acordo com a empresa de pesquisa de mercado Gartner, o mercado de PCs fechou o ano com 262,5 milhões de unidades vendidas, uma queda de 2,8% com relação a 2016. Segundo a IDC, por outro lado, esse número ficou em 259,5 milhões, caindo apenas 0,2% com relação ao ano anterior.

O quarto trimestre do ano - o período do começo de outubro até o fim de dezembro, que inclui a Black Friday e as compras de Natal - foi o melhor do ano. A IDC considerou que esse período de 2017 foi o primeiro período de festas desde 2011 no qual a venda de PCs teve um crescimento com relação ao ano anterior.

Segundo a Gartner, houve crescimento no mercado de PCs na América Latina, na Ásia e no Japão durante esses três meses, mas os EUA tiveram uma queda brusca que fizeram com que o resultado final fosse negativo. Mikako Kitagawa, analista da empresa, considerou que os resultados confirmam que "PCs não são mais presentes de natal populares".

Na visão dele, "compradores de PCs buscarão qualidade e funcionalidade em vez do menor preço, o que aumentará o preço médio de venda dos PCs e aumentará a lucratividade do setor no longo prazo". O gerente de pesquisa da IDC, Jay Chou, considerou que as vendas de computadores foram alavancadas por "bolsões de consumidores" em busca de máquinas atualizadas com "bateria que dura o dia todo, alta portabilidade e que se adequam a casos de uso que exigem mais poder computacional".

Destaques por marca

A distância entre as principais fabricantes do mercado e as demais aumentou ao longo do último ano, segundo a IDC. As três empresas que mais venderam PCs ao longo do ano foram HP, Lenovo e Dell (nesta ordem), e todas elas viram sua participação de mercado crescer ou, ao menos, permanecer igual com relação ao mesmo período de 2016. Em especial, a HP teve um crescimento de 8,3% de sua participação na comparação entre os dois períodos.

Por outro lado, as fabricantes Asus e Acer, que ocupam a quinta e sexta posição no ranking, respectivamente, viram suas participações de mercado cair drasticamente ao longo do ano. Segundo a Gartner, a Asus teve uma queda de 11,3% entre o quarto trimestre de 2016 e o quarto trimestre de 2017. A Acer, por sua vez, perdeu 5,4% de participação no mercado de PCs.

Em quarto lugar ficou a Apple, que acabou sendo ponto fora da curva no período. De acordo com a IDC, a empresa aumentou sua participação de mercado em 7,3% entre o fim de 2016 e o fim de 2017 (a Gartner, por outro lado, notou um aumento de apenas 1,4%). Ainda nas palavras de Kitagawa, "os principais fabricantes tiraram vantagem de suas operações em grande escala para reduzir os custos de produção, empurrando as fabricantes pequenas e médias para fora do mercado".

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ