Testamos o celular chinês superpoderoso da Huawei

A Huawei pode não ser uma fabricante muito conhecida no Brasil, mas esta empresa chinesa acabou de assumir o posto de segunda maior fabricante de smartphones no mundo e tem causado frisson com o seu Mate 10 Pro. O aparelho estava exposto no estande da empresa na CES 2018 e o Olhar Digital foi até lá investigar o que tanto chama a atenção no modelo.

Bem, à primeira vista é possível perceber logo que o Huawei Mate 10 Pro é um aparelho bem desenhado. Seu corpo de metal e vidro tem espessura de 7,9 milímetros milímetros bordas bastante enxutas, o que coloca a fabricante chinesa alinhada às últimas tendências do mercado. O modelo chega em diferentes cores, incluindo uma versão com a assinatura do time de design da Porsche. Já a tela tem seis polegadas com resolução QHD e suporte a HDR, impressionando pessoalmente pelos bons resultados e prometendo ser uma opção interessante para assistir Netflix e outros serviços de streaming.

Na parte traseira, o telefone da Huawei traz um sensor duplo de 12 e 20 megapixels com lente Zeiss e abertura de f/1.6, o que a fabricante afirma ser a maior do mundo. Infelizmente, não pudemos testar profundamente se a câmera faz jus aos números no pouco tempo que tivemos com o aparelho, o resultado agradou. Partindo para a câmera frontal, são oito megapixels com abertura de f/2.0. A Huawei equipa o seu aplicativo de câmera com diversos efeitos e filtros embelezadores de rosto, o que deve agradar os fanáticos por selfies.

Já quando o assunto é poder, o Mate 10 Pro também não deixa a desejar. O telefone traz um chip próprio, o Kirin 970, que tem processador dedicada a inteligência artificial. Fora isso, o telefone tem até 6 gigabyte de memória RAM e armazenamento máximo de 128 gigabytes. Na CES pudemos testar um pouco desse poder de processamento com o celular como computador portátil ou como console. Em ambos, os resultados foram bastante satisfatórios. Já a bateria é um destaque à parte: são 4000 miliamperes-hora, o que deve garantir boas horas longe da tomada. O telefone da Huawei chega rodando interface própria sobre o Android 8 Oreo, lembrando bastante a experiência de uso do iOS.

Bem, essas foram só algumas impressões que tivemos do Huawei Mate 10 Pro: um smartphone chinês que de modesto não tem nada. Unindo design e boas especificações, o aparelho chega custando 799 dólares ao mercado norte americano. Por enquanto, o modelo vai ficar só no desejo dos brasileiros. Mas a empresa divulgou que pretende em breve entrar na America Latina, o que pode abrir a porta para o atual top de linha. De qualquer forma, se todos tiverem a mesma qualidade que o Huawei Mate 10 Pro, o cenário promete se tornar animador.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ