Samsung apresenta SSD portátil protegido com leitor de impressão digital

T7 Touch alia altas velocidades de gravação e leitura a criptografia AES de 256 bits

Renato Santino 08/01/2020 21h45
t7 touch
A A A

HDs e SSDs externos muitas vezes carregam toneladas de informações importantes e sigilosas que podem vazar facilmente se o aparelho for roubado ou perdido. A Samsung surgiu com uma solução interessante na CES 2020 para este problema com o T7 Touch que é desbloqueado com a impressão digital.


O aparelho, que é um SSD portátil, armazena até 2 TB de arquivos em um corpo pequeno, pesando apenas 58 gramas. Seu destaque, no entanto, é o leitor biométrico embutido e a criptografia AES de 256 bits, que vai tornar a vida de quem quiser decifrar o conteúdo no SSD bastante difícil sem o dedo do usuário.

A vantagem do SSD sobre um HD é a velocidade, e isso não é diferente quando falamos em aparelhos portáteis. O T7 Touch alcance velocidades de leitura de até 1.050 MB/s e de gravação de 1.000 MB/s, o que faz com que ele tenha o dobro do desempenho do seu antecessor, o T5.

A Samsung pretende começar a vender o T7 Touch em 30 países ainda neste mês, mas não espere preços muito acessívei. O modelo mais barato, com 500 GB de armazenamento, custa US$ 130, enquanto a versão intermediária, de 1 TB, sai por US$ 230 e o mais caro, com 2 TB, tem seu preço fixado em US$ 400. Dependendo do quão sigilosos são os arquivos armazenados, especialmente se o aparelho é usado para fins corporativos, é um investimento a ser considerado.

HD SSD CES Samsung armazenamento biometria ces 2020
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você