Oculudentavis khaungraae

Cabeça de dinossauro minúsculo é encontrada em âmbar

Nina Gattis, editado por Liliane Nakagawa 11/03/2020 18h45
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Acredita-se que a espécie tinha nanismo insular

Um grupo de paleontólogos encontrou, em Mianmar, sul da Ásia continental, uma minúscula cabeça que pertenceu a um dos menores dinossauros já encontrados. Conservada por âmbar - uma resina fóssil produzida por árvores há milhões de anos - a surpresa tem apenas 14 milímetros de comprimento, contando com o bico.


Batizado de Oculudentavis khaungraae, o pequeno dinossauro tinha o tamanho de um beija-flor abelha, menor pássaro vivo. Seu nome científico pode ser traduzido como "olho-dente de pássaro", já que possui grandes cavidades oculares nas laterais da cabeça e maxilares cheios de dentes afiados, para comer insetos e outros pequenos invertebrados.

Além disso, seus olhos tinham aberturas estreitas para limitar a incidência de luz, o que indica que o animal era predominantemente ativo durante o dia.

Por seu tamanho minúsculo, acredita-se que a espécie é um exemplo de nanismo insular, fenômeno que acontece quando o processo evolutivo reduz o tamanho de animais que se limitam a habitats pequenos, como ilhas.

Sem o restante do corpo, os paleontólogos não são capazes de saber qual a relação do Oculudentavis khaungraae com outros dinossauros. Contudo, a suspeita é que ele pertença a um grupo de pássaros primitivos, como os Archaeopteryx e Jeholornis, animais que viveram entre 150 e 120 milhões de anos atrás.

 

Via: Science

Ciência dinossauro antiguidade cientistas Ciência&Espaço
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você