Ciência e Espaço

Alfred Worden

Morre Alfred Worden, astronauta que orbitou a Lua na missão Apollo 15

Luiz Nogueira, editado por Fabiana Rolfini 19/03/2020 16h39
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Ele foi responsável por orbitar o satélite natural enquanto dois outros colegas exploravam a superfície lunar

Nesta quarta-feira (18) foi anunciada a morte de Alfred Worden, um dos astronautas da missão Apollo 15. Ele tinha 88 anos. "Al morreu dormindo na noite passada. A família agradece a todos por sua gentileza, pensamentos e orações", diz um comunicado publicado na conta de Worden no Twitter.


Obviamente, a morte do ex-astronauta não passou despercebida pela Nasa. Jim Bridenstine, administrador da agência espacial, disse que o órgão “envia suas condolências à família e entes queridos de Al Worden, um profissional cujas realizações no espaço e na Terra não serão esquecidas”.

Escolhido pela Nasa como piloto do módulo de comando Endeavour da Apollo 15, Worden fez seu primeiro e único voo espacial. Lançado em 26 de julho de 1971, o astronauta permaneceu em órbita a bordo do módulo enquanto seus dois colegas de equipe, David Scott e James Irwin, passaram três dias explorando partes específicas da Lua.

"Apenas 24 humanos deixaram a órbita da Terra e viajaram para a Lua. Sou um deles", escreveu Worden em sua autobiografia publicada em 2011. "É um clube tão exclusivo e tão pequeno que ainda me surpreendo com a ideia de como me deixaram entrar", disse.

Feitos memoráveis

Worden foi o principal responsável por medir a atmosfera muito fina da lua e procurar radiação emitida pela superfície do satélite natural. Ele também usou uma câmera panorâmica para fazer capturas deslumbrantes, incluindo partes desconhecidas do "lado sombrio da Lua".

Para retornar esses dados à Terra, o astronauta precisou sair da espaçonave e recuperar fitas cassete que estavam dentro das câmeras de mapeamento montadas na parte externa do módulo de serviço.
"Percebi que tinha um ponto de vista único: eu podia ver a Lua inteira, se olhada em uma direção. Virando a cabeça, pude ver toda a Terra. Em toda a história da humanidade, ninguém foi capaz de ver o que eu podia apenas virando a cabeça. Foi incrível", disse Worden.

Após voltar à Terra, o astronauta foi homenageado pela Nasa com a Medalha de Serviço Distinto em 1971. Além disso, ele entrou para o Hall da Fama do Espaço Internacional em 1983, para o Hall da Fama do Astronauta dos EUA em 1997 e no Hall da Fama Aéreo Internacional em 2016.

Via: Space

Nasa espaço Lua astronauta Ciência&Espaço
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você