Nasa atualiza políticas para proteger Lua e Marte de contaminação humana

Agência atualizou políticas para garantir que organismos contaminantes não sejam levados em explorações espaciais, já que podem comprometer a busca por vida extraterrestre

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini 10/07/2020 10h34
Marte
A A A

A Nasa e outras agências espaciais estão se preparando para explorar a Lua e Marte. Agora, em um tweet, o administrador da agência americana, Jim Brindestine, afirmou que a Nasa atualizou suas políticas para evitar que organismos contaminantes da Terra sejam levados em explorações espaciais.


“Protegeremos as descobertas científicas e o meio ambiente do planeta, permitindo a exploração humana dinâmica e a inovação comercial na Lua e em Marte”, afirmou.

Apesar de atualmente estar enviando veículos não tripulados, a agência está preocupada com contaminantes biológicos ligados à presença humana. Isso porque, caso substâncias tóxicas sejam levadas durante a exploração, é possível que a busca por vida extraterrestre seja comprometida. Ao mesmo tempo, a Nasa quer garantir que, na volta a Terra, contaminantes espaciais não sejam trazidos para o planeta.

A agência emitiu duas diretivas provisórias para atualizar suas políticas. A primeira delas é focada em missões robóticas e tripuladas entre a Lua e a Terra. “Estamos habilitando nosso importante objetivo de exploração sustentável da Lua e, simultaneamente, salvaguardando a ciência futura nas regiões permanentemente sombreadas”, destacou Thomas Zurbuchen, diretor de Missão Científica da Nasa.

Enquanto isso, a segunda diretiva se concentra na contaminação de Marte. A agência usará dados e experiência adquirida por testes em solo para criar as diretrizes e desenvolver capacidade para monitorar os processos biológicos ligados à presença de humanos no planeta. Além disso, a Nasa quer desenvolver tecnologias para diminuir a contaminação, como técnicas de descarte de resíduos mais eficazes. Por fim, a agência quer entender melhor os processos ambientais do Planeta Vermelho para descobrir como esterilizar os organismos terrestres.

A Nasa tem planos de enviar um homem e uma mulher à Lua até 2024.

Missão que levará astronautas à Lua

Depois dos atrasos provocados pela pandemia da Covid-19, o desenvolvimento do Sistema de Lançamento Espacial (Space Launch System, ou SLS), da Nasa finalmente foi reiniciado – e com um "estrondo": o foguete do estágio principal da missão Artemis I foi ligado e passou por uma verificação completa dos sistemas.

Quando completo, o SLS será mais poderoso que o Saturn-V, que levou o homem à Lua durante as missões Apollo. Em desenvolvimento há mais de uma década, o SLS é um projeto controverso que já passou por vários atrasos e estouros no orçamento: seu lançamento inicial estava programado para 2017.

Via: Engadget

Nasa Marte espaço Lua Ciência&Espaço exploração espacial exploração
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você