Nasa e Força Espacial dos EUA firmam pacto para exploração planetária

Acordo tem o objetivo de estabelecer colaboração para levar o homem novamente à Lua e, posteriormente, a Marte também

Leticia Riente, editado por Cesar Schaeffer 23/09/2020 12h11
Nasa e Força Espacial dos EUA firmam pacto para exploração planetária
A A A

A Nasa e a Força Espacial dos Estados Unidos firmaram um pacto que pode facilitar e unir esforços em direção à defesa planetária, viagens à Lua e outras questões espaciais. O acordo tem o objetivo de estabelecer uma ampla colaboração que visa, principalmente, levar o homem novamente ao satélite natural da Terra e, no futuro, a Marte também. A Força Espacial dos EUA é um departamento novo do governo americano, instituído pelo presidente Donald Trump no ano passado.


O documento prevê união em diversos aspectos, entre eles o "voo espacial humano, política espacial dos EUA, transporte espacial, padrões e melhores práticas para operações seguras no espaço, pesquisa científica e defesa planetária". Além disso, a Nasa e o órgão militar pretendem aderir ao Tratado do Espaço Sideral. Isso significa que as instituições americanas querem que outras empresas do ramo espacial sigam as normas de comportamento que todas as nações precisam considerar e respeitar.

Reprodução

Pacto firmado entre instituições pode facilitar a próxima ida à Lua, depois de 51 anos do primeiro passo do homem no astro. Créditos: História em HD/Unsplash

Assim também, o acordo vem para substituir outro, assinado há 14 anos. Tendo como partes a Nasa e o Comando Espacial da Força Aérea dos EUA. O termo previa a troca de informações entre a duas instituições, ou seja, dados sobre pesquisas e desenvolvimento eram compartilhados. Este pacto rendeu a redução de duplicações no avanço de sistemas e colaborações nos planejamentos de cada uma das organizações.

O administrador da Nasa, Jim Bridenstine, destacou que embora os dois órgãos tenham objetivos diferentes, uma colaboração que vise a exploração e descoberta espacial é essencial. "Compartilhamos o mesmo domínio e estamos operando no mesmo ambiente. Portanto, há muitas sinergias, muitas sobreposições", disse Bridenstine.

Sobre o papel da agência espacial na sociedade, Bridenstine explicou que “esta é realmente uma ferramenta de diplomacia para a nação”, entretanto acrescentou que "não podemos fazer nenhuma dessas coisas se o espaço não for seguro. E é por isso que foi importante criar a Força Espacial, é por isso é importante para a Nasa fazer parceria com a Força Espacial", finalizou. 

"A Nasa e os militares compartilham uma longa história que remonta ao final dos anos 1950; há poder em nossa parceria. Um domínio espacial seguro, estável e acessível sustenta a segurança, prosperidade e conquistas científicas de nossa nação. A Força Espacial espera uma colaboração futura, à medida que a Nasa avança ainda mais no universo para o benefício de todos", disse o chefe da Força Espacial dos Estados Unidos, John "Jay" Raymond, sobre a assinatura do termo.

Cabe ainda frisar que o acordo também possui teor político, considerando que o país americano almeja continuar como líder em missões e iniciativas espaciais. “As parcerias da Nasa são vitais para garantir que a América continue a liderar o mundo no uso pacífico do espaço sideral”, disse Bridenstine. "Este acordo com a Força Espacial dos EUA reafirma e continua nosso rico legado de colaboração com o Departamento de Defesa e fornece uma base crítica para investigar áreas de interesse mútuo para nossos distintos papéis civis e de defesa no espaço”.

Reprodução

O acordo ainda visa garantir a posição de líder dos Estados Unidos na exploração espacial. Créditos: Nasa/Unsplash

Artemis

A parceria entre Nasa e Força Espacial dos EUA também vem ao encontro de fortalecer o programa Artemis, que prevê enviar a primeira mulher à Lua em 2024, retomando viagens espaciais tripuladas até o astro. O objetivo do programa é estabelecer uma presença sustentável na superfície lunar até o final da década.

Mas a agência espacial tem um foco ainda mais ambicioso: a exploração de Marte, também com viagens tripuladas até o planeta vermelho.

Via: Nasa/Space

Nasa Marte Lua universo artemis Ciência&Espaço exploração espacial viagem espacial
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você