Coronavírus: Uber suspende viagens compartilhadas nos EUA e Canadá

Empresa também vai fornecer assistência financeira para motoristas de quarentena, distribuir refeições para socorristas que tratam do vírus e modificar algumas entregas do Uber Eats

Luiz Nogueira 17/03/2020 10h35
Uber pode suspender motoristas e passageiros com coronavírus
A A A

Para ajudar a impedir a disseminação do novo coronavírus, a Uber anunciou nesta terça-feira (17), que irá suspender, nos EUA e Canadá, a opção 'Uber Pool' de seu aplicativo, que oferece viagens compartilhadas para até três pessoas em um mesmo veículo, com base no destino de cada uma delas. 


De acordo com o vice-presidente da plataforma, Andrew Macdonald, o "objetivo da empresa é ajudar a diminuir a transmissão do vírus em cidades que atuamos". Apesar da suspensão ser exclusiva dos países na América do Norte, a empresa disse que avalia a adoção de medidas semelhantes em outros países onde o compartilhamento de viagens é uma opção. 

Enquanto isso, os serviços de viagens regulares individuais, bem como as entregas do Uber Eats, estão mantidas. Em alguns países, ao abrir o aplicativo, o usuário recebe recomendações para viajar apenas se for necessário e sempre se proteger. 

Uber Eats

A Uber também anunciou que o Uber Eats deixará de ter taxa de entrega para restaurantes locais e vai fornecer uma nova opção aos usuários que permite que os entregadores deixem a comida na porta da residência - obviamente, isso se aplica apenas aos EUA e Canadá. Além disso, a empresa se comprometeu a fornecer mais de 300 mil refeições para profissionais de saúde e socorristas que trabalham no combate direto à epidemia. 

A companhia também oferece assistência financeira aos motoristas de sua plataforma que forem diagnosticados com o novo coronavírus e colocados em quarentena. Os pagamentos são baseados na média de ganhos do motorista nos últimos seis meses. 

O Olhar Digital entrou em contato com a assessoria da Uber no Brasil para entender se essa suspensão seria aplicada por aqui. Fomos informados de que a ideia está sendo analisada, mas que não há confirmação.

A empresa declarou: "Estamos sempre trabalhando para ajudar a manter todos os que usam a Uber em segurança. Temos uma equipe global dedicada, que conta com a consultoria de um especialista em saúde pública, trabalhando para responder em todas as cidades em que operamos em todo o mundo. Permanecemos em contato próximo com as autoridades locais de saúde pública e continuaremos a seguir as orientações para ajudar a impedir a propagação do Coronavírus".

Via: TechCrunch

 

 


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



uber uber eats doença aplicativo coronavirus
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você