robô de Lego

Refugiados criam robô com peças de Lego para higienizar as mãos

Fabiana Rolfini 18/05/2020 14h40
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Engenhoca foi feita para que as pessoas pudessem esterilizar as mãos sem ter contato com o frasco de desinfetante

Moradores do maior campo de refugiados do Oriente Médio criaram um jeito tecnológico e criativo para impedir a disseminação do coronavírus: um robô feito de peças de Lego para higienizar as mãos, sem que as pessoas tenham contato com o frasco. 


Todo o arranjo parece um brinquedo se não fosse a garrafa de desinfetante acoplada. O segredo está em um sensor de movimento que detecta a aproximação de mãos. A partir daí, um mecanismo é acionado para pressionar o recipiente e liberar o líquido.

Os refugiados de Za' atari que trabalharam no projeto receberam treinamento em robótica no próprio acampamento, o qual abriga 120 mil sírios na Jordânia e até conta com um laboratório de inovação. 

Reprodução

Refugiados são os mais vulneráveis ao coronavírus

Os 71 milhões de refugiados existentes no mundo são os mais vulneráveis ao coronavírus, segundo a Agência para Refugiados da ONU (UNHCR). Em Za'atari, por exemplo, eles vivem em casas apertadas, muito próximas umas das outras. Ademais, com condições básicas de saúde e saneamento básico.

"Nós queremos ser parte da luta contra o coronavírus. Como refugiados e seres humanos, nós devemos ajudar", disse Marwan, refugiado que dá aulas de robótica a outras pessoas no campo.

Via: UOL



Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Lego inovação coronavirus robô higiene
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você