Golpe no WhatsApp promete quatro barris de cerveja grátis

O número de vítimas ultrapassa 150 mil

Vinicius Szafran, editado por Matheus Luque 16/04/2020 19h06
Cerveja
A A A

Um novo golpe está circulando e fazendo vítimas pelo WhatsApp. Identificado pelo dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, o truque utiliza o nome da cervejaria Heineken, prometendo quatro barris de cerveja grátis para enganar os usuários. Sua disseminação está acontecendo em alta escala: menos de quatro horas após a identificação dos links maliciosos, o número de vítimas saltou de 55 mil para 159 mil.


Como funciona o crime

Reprodução

Depois de receber e clicar no link malicioso, o usuário é redirecionado a um questionário que funciona meramente como distração. "O criminoso faz perguntas como 'você é maior de 18 anos?' e 'você prefere cerveja pilsen ou lager?', tornando o golpe ainda mais convincente. No entanto, independente das respostas, no fim do questionário, a página diz que a vítima se qualificou para receber quatro barris de cerveja", explica Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.

Assim, com a promessa do falso brinde, o criminoso induz as vítimas a compartilhar a suposta promoção com outros dez contatos ou grupos no WhatsApp e a conceder permissão para receber futuras notificações com outros golpes semelhantes.

#FiqueEmCasa

Simoni explica também como os golpistas se aproveitam dos eventos e temas em alta na internet no momento para desenvolverem novos golpes. "Neste golpe, o movimento #FiqueEmCasa, que ganhou proporção nos últimos meses nas redes sociais, foi usado como isca para enganar a população", afirmou o diretor. "Os links maliciosos mais uma vez utilizam o nome de uma grande marca e com isso conquistam a atenção e a confiança das pessoas". 

O real intuito dos criminosos é roubar dados pessoais e bancários das vítimas ou levá-las a sites falsos com publicidade excessiva. 

Como se proteger

Reprodução

Existem algumas maneiras simples para se proteger de invasores e golpes como esse. O primeiro a se fazer é ter soluções de segurança no celular e computador que disponibilizem funções de detecção automática de phishing em redes sociais e aplicativos. 

Dito isso, sempre tenha cuidado com os links que recebe pelas redes sociais. Procure sempre as informações recebidas nos sites oficiais das marcas citadas no texto, e desconfie de brindes, promoções e descontos muito acessíveis.

Por fim, é possível verificar se um link é verdadeiro ou não no site do dfndr lab. A checagem de links leva poucos segundos e avisa se aquele endereço pode ser malicioso.

Segurança phishing Whatsapp cibersegurança golpes segurança cibernética
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você