Huawei

Google diz que cortar a Huawei do Android ameaça a segurança dos EUA

Redação Olhar Digital 07/06/2019 09h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Se o sistema Android não contar com os serviços Google, poderá ficar mais vulnerável a hackers

O Google está tentando convencer o governo Trump de que precisa ser capaz de fornecer tecnologia à Huawei em nome da segurança nacional dos EUA. De acordo com uma fonte da canal Financial Times, o ponto central do argumento é que a Huawei seria forçada a colocar o Android em uma versão “híbrida”, que teria "mais risco de ser hackeada, por ninguém menos que a própria China".


O Google, assim como praticamente todas as empresas do Estados Unidos, foi proibido de negociar com a Huawei. Isso significa que não poderia comercializar seus serviços para celulares com a fabricante chinesa. Por enquanto, a gigante das buscas conseguiu uma licença temporária para continuar fornecendo atualizações de software aos dispositivos Huawei já existentes.

Contudo, com todos celulares da empresa banidos dos EUA, pode parecer improvável que aparelhos com uma versão bifurcada do Android em outras partes do mundo afetariam a segurança nacional norte-americana. Mas, embora o Financial Times não tenha descrito que isso aconteceria, nós podemos ter uma ideia.

Primeiramente, a Huawei cria o Android, em uma versão que não inclui mais os serviços do Google. Desse modo, os usuários não tem mais o Google Play Protect, um dos softwares mais importantes quando se trata de segurança. Sem falar que a Play Store tem aplicativos rigorosamente verificados quanto a isso.

Portanto, os telefones Huawei com uma versão bifurcada do Android são vendidos globalmente, mas são menos seguros e são hackeados. E, por fim, alguém nos EUA, sem saber, envia informações confidenciais para alguém que esteja usando um desses telefones Huawei hackeados. Não importa o quão segura seja a criptografia de ponta a ponta, se houver malware diretamente em um telefone, existe o risco de ter as informações enviadas para ele.

Se o Google vai, ou não, convencer as autoridades usando esse argumento é uma coisa, mas seria a possibilidade de resolução rápida para essa disputa. A Huawei é, de certa forma, uma das maiores vendedora de smartphones do mundo, e se de repente se apressasse a criar o próprio sistema operacional, as coisas ficariam confusas rapidamente.

A Huawei informou que pode lançar um sistema operacional personalizado "muito em breve", embora não sabemos se será baseada na versão do Android (sem os serviços do Google) que atualmente usa na China ou em outra coisa.

Mesmo que você desconsidere o argumento do Google sobre segurança, não há dúvida de que perderá uma quantia significativa de dinheiro se não puder mais fazer negócios com uma empresa tão grande quanto a Huawei.


Via: The Verge

Segurança Google Android Huawei cibersegurança EUA eua x china huawei
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você