Segurança

Twitter

Twitter desativa recurso de publicações via SMS após invasão

Bruna Lima, editado por Liliane Nakagawa 05/09/2019 08h09
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Decisão, que é temporária, veio após a conta do CEO da rede social Jack Dorsey e da atriz Chloe Grace Moretz serem invadidas pelo mesmo grupo de hacker

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (4) que desativaria temporariamente a capacidade dos usuários de postarem via SMS na rede social. A conta oficial do Suporte do Twitter fez o anúncio citando que "vulnerabilidades precisam ser resolvidas pelas operadoras de telefonia móvel para termos confiança em vincular um perfil ao número de telefone (estamos trabalhando para melhorar isso)".


O Twitter também acrescentou que pretende reativar em breve a ferramenta em mercados que dependem do SMS para comunicação, e que estão trabalhando em uma estratégia de longo prazo para este recurso.

 

 

As políticas do Twitter atualmente permitem que o usuário adicione seu número de telefone a uma conta existente para enviar e receber tuítes como mensagens de texto. Porém, somente a conta vinculada mais recentemente ao número de telefone tem permissão para executar comandos SMS. O recurso de texto é comumente usado em áreas mais rurais, as quais não recebem serviço Wi-Fi claramente.

Os tuítes publicados pela empresa foram realizados no mesmo dia em que ocorreu um segundo ataque, em menos de uma semana, ao perfil da atriz Chloe Grace Moretz. Na última sexta-feira (31), o CEO da rede social, Jack Dorsey, também teve sua conta invadida.

Os hackers tuitaram a hashtag #chucklingSquad - o nome do suposto grupo - durante os dois incidentes, além de insultos raciais, informações sobre uma ameaça de bomba na sede do Twitter, números de telefone e até o que eles alegavam ser a segurança social de Dorsey. Minutos depois de incidente, a conta foi recuperada e os tuítes, excluídos.

Os invasores conseguiram acessar as contas de Moretz e Dorsey por meio da troca de SIM. Com esse método, eles convencem as operadoras de celular a atribuírem um número de telefone a um novo aparelho que esteja mãos dos hackers. Segundo os relatórios sobre os ataques, as duas instâncias de tuítes invadidos foram enviadas usando a empresa Cloudhopper, que fornece suporte à campanhas de SMS e MMS, adquirida pelo Twitter em 2010.

A conta de comunicações da rede social confirmou o método de troca do SIM em uma série de tuítes em 30 de agosto.

 

 

De acordo com a rede social, não há estimativas para compartilhar no momento sobre quanto tempo o recurso SMS ficará desativado. 

Via: Digital Trends

Hackers SMS Twitter Jack Dorsey
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você