71% dos aplicativos para Android e iPhone ferem licenças de código aberto

Estudo aponta que muitos desenvolvedores não têm noção de que estão usando sistemas que dependem de requerimentos específicos

Redação Olhar Digital 09/03/2011 12h59
código aberto
A A A
Um levantamento da fornecedora de soluções OpenLogic aponta que 71% dos aplicativos que utilizam software de código aberto para desenvolver aplicativos para o sistema operacional Android, do Google, bem como para o iOS (utilizado no iPhone e no iPad), da Apple, ferem as licenças de uso desse tipo de solução.

Para chegar a esse número, o estudo analisou 635 aplicativos, pagos e gratuitos, na App Store e na Android Marketplace. De todos os programas avaliados, 66 deles utilizavam sistemas de código aberto – Apache, GPL e LGPL. E, entre esses, 71% falharam ao se adequar às regras de licença de uso do software, ao não oferecer informações como a cópia e o código de licenciamento.

“Muitos desenvolvedores de aplicativos móveis e de tablets podem não ter uma visão de que estão usando um software de código aberto e dos requerimentos das licenças. E isso tem implicações no mundo real”, afirma a vice-presidente sênior de produtos e marketing da OpenLogic, Kim Weins, no comunicado oficial. “Por exemplo, a Free Software Foundation afirmou que o GPL e as licenças de iTunes não são compatíveis, e a Apple já tirou diversos aplicativos da sua loja”, acrescenta.

Ainda de acordo com o comunicado, o Google também já recebeu demandas para tirar do ar aplicativos que violam as licenças do GPL.
Software Livre iPhone Aplicativos Android open source iPad
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você