Cloudflare

Cloudflare deixa de fornecer serviços ao 8chan após tiroteio

Luiz Nogueira, editado por Rafael Rigues 05/08/2019 14h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Fórum conhecido por abrigar discurso de ódio e posições extremistas saiu do ar, mas responsáveis informaram no Twitter que trabalham para que tudo volte ao normal.

O 8chan, site conhecido por abrigar fóruns de discussão com posições extremistas, incluindo discurso de ódio contra minorias, perdeu o suporte do Cloudflare nesta segunda-feira (5). A empresa desistiu de fornecer serviços ao site após um de seus fóruns ter sido usado pelo atirador de El Paso para postar um manifesto racista minutos antes do ataque.  


Não é a primeira vez que o site é ligado a massacres: o suspeito do ataque a duas mesquitas em Christchurch, na Nova Zelândia, que deixou 51 mortos, postou um "manifesto" racista e anti-imigração no site. O suspeito do tiroteio em uma sinagoga em Poway, na Califórnia, que deixou um morto, também usou o serviço para postar uma "carta aberta" racista e anti-semita.

Mathew Prince, CEO do Cloudflare, escreveu em uma postagem no blog da empresa: "Acabamos de enviar um aviso de que estamos encerrando o suporte ao 8chan à meia-noite de hoje. O raciocínio é simples: eles provaram que não estão agindo em conformidade com a lei e que essa ilegalidade causou várias mortes trágicas."

O 8chan foi fundado em 2013 sob um conceito de "liberdade absoluta de expressão". Usuários podem criar fóruns sobre os assuntos que quiserem, e nem mesmo os administradores do site tem o poder de moderar discussões, excluir fóruns ou barrar conteúdo. Isso fez do site o ponto de encontro ideal para grupos racistas, anti-semitas, homofóbicos e neo-nazistas, que em outras plataformas seriam rapidamente expulsos por violar termos de serviço e conteúdo.

O anúncio foi uma reviravolta depois que o Cloudflare disse à CNN na manhã do último domingo que não tinha planos de parar de fornecer seus serviços para o 8chan. Entretanto, não é uma total surpresa. Em 2017, o Cloudflare deixou de fornecer serviços para o The Daily Stormer, um site neonazista.

Embora o 8chan esteja offline desde a meia-noite, é possível que o site possa voltar a funcionar usando um provedor de serviços de internet diferente. Uma mensagem postada na conta oficial do site no Twitter dizia que "pode haver algum tempo de inatividade nas próximas 24 a 48 horas enquanto encontramos uma solução".

Ainda não se sabe quais as medidas os donos do 8chan vão tomar, mas eles podem encontrar alguma outra empresa disposta a fornecer sua estrutura para que o site volte a funcionar a qualquer momento.

Via: CNN

fórum Cloudflare 8chan
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você