Crianças com Smartphone

Crianças com menos de dois anos não devem ficar em frente a telas de celulares e tablets, diz OMS

Redação Olhar Digital 26/04/2019 15h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Crianças de até dois anos devem evitar o uso destes dispositivos. Já entre dois e cinco anos, o tempo de uso deve ser de, no máximo, uma hora

A Organização Mundial da Saúde (OMS) liberou esta semana, algumas recomendações que pontuavam o quanto de atividades físicas e quanto descanso crianças abaixo de cinco anos devem ter, de modo que elas fiquem o mais saudável possível. E isso inclui o uso de celulares e tablets.


Essas recomendações incluem limites bastante restritivos do tempo de uso de dispositivos móveis, particularmente para os menores de dois anos. Os pequenos nessa faixa etária devem evitar a qualquer custo o uso desses dispositivos. Crianças entre dois e cinco anos podem utilizar os aparelhos por, no máximo, uma hora.

Essas diretrizes parecem refletir a mudança na maneira de pensar sobre os riscos do uso desses aparelhos, com a Associação Americana de Pediatria dizendo que a qualidade do que as crianças assistem, ou se elas estão interagindo com os pais enquanto assistem, é mais importante que o tempo de utilização.

O objetivo da OMS é o de fazer com que as crianças desenvolvam hábitos saudáveis o mais cedo possível. “O que nós realmente queremos é trazer de volta as brincadeiras para as crianças”, afirmou Juana Willumsen, encarregada da área de obesidade e atividade física infantil na OMS, em um comunicado.

VIA: Gizmodo

Saúde smartphone OMS
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você