Edge e Edge+: Motorola lança no Brasil aparelhos 5G com câmera de 108MP

Aparelhos chegam custando R$ 5.499 e R$ 7.999, respectivamente

Luiz Nogueira, editado por Cesar Schaeffer 02/07/2020 09h00
Motorola Edge
A A A

Nesta quinta-feira (2), a Motorola disponibiliza no Brasil dois novos aparelhos: Edge e Edge+. Os lançamentos marcam a consolidação da marca ao segmento premium. Os dispositivos chegam com configurações bastante interessantes, como sensor de 108 megapixels em um dos modelos.


No entanto, o grande destaque dos aparelhos fica por conta da compatibilidade com conexão móvel de quinta geração, ou seja, a linha Edge está pronta para a chegada do 5G no país – mesmo que ainda não haja previsão para isso.

Ambos possuem configurações semelhantes de tela - 6,7 polegadas, display de 90Hz e proporção 21:9. Segundo a Motorola, isso traz melhor acabamento para o dispositivo – além de fornecer opções a mais de configuração para utilização de aplicativos. Nos dois casos, o sensor de impressão digital encontra-se sob o display. 

O detalhe da tela nas laterais pode ajudar o usuário a entender se há alguma notificação no aparelho ou se ele está carregando, tudo sem precisar ligar a tela. Quando uma notificação é recebida, por exemplo, uma linha de luz é mostrada na lateral do dispositivo, indicando que alguma interação pode ser necessária.

Na parte interna é que eles começam a se diferenciar. O Edge+ foi equipado com processador Snapdragon 865, 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno. Já o modelo Edge chega com um processador Snapdragon 765, 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. No entanto, em ambos os casos, há suporte para a conexão 5G sub-6, que funciona de maneira bastante semelhante ao 4G.

motorola-edge-gold-processor.jpg

Moto Edge+ será lançado com processador Snapdragon 865. Foto: Motorola/ Divulgação

Há diferenças também nas câmeras. Os dois apresentam sensores triplos, mas a resolução principal do Edge+ é o dobro do outro modelo. Enquanto um deles conta com 108 MP, o segundo chega com 64 MP na parte traseira. Os outros sensores se dividem em ultra wide + macro, com 16 MP, e teleobjetiva de 8 MP. A câmera frontal é de 25 MP em ambos.

Os aparelhos trazer a tecnologia de carregamento Turbo Power da Motorola. A empresa promete horas de bateria com apenas alguns minutos de carregamento. Por falar em bateria, o modelo "Plus" possui uma bateria com capacidade de 5.000 mAh, enquanto o outro dispositivo é um pouco menos potente no quesito, com 4.500 mAh.

Por fim, os dois contam com entrada para fones de ouvido e conexão USB-C para carregamento. Alto-falante e bandeja para chip ficam na parte inferior. Os botões de controle de volume liga/desliga estão localizados na lateral direita.

A Motorola iniciou um período de pré-venda com condições especiais para quem quiser adquirir os aparelhos. Quem comprar qualquer um dos dispositivos dentro do período da promoção, que começa hoje (2) e vai até o próximo dia 13, vai ganhar um fone de ouvido Bluetooth Motorola VerveEbuds 100. As vendas começam oficialmente em 14 de julho.

O Motorola Edge+ chega ao mercado brasileiro com preço sugerido de R$ 7.999 e está disponível na cor thunder grey (cinza). O Edge é um pouco mais barato; R$ 5.499, e conta com duas cores: solar black (preto) e midnight red (vermelho).

Hands-On

A Motorola enviou ao Olhar Digital uma unidade do Edge+ para testes. Abaixo você confere o que achamos do aparelho por enquanto. Vale lembrar que nossa análise completa será disponibilizada na próxima segunda-feira (6).

Design

À primeira vista, a parte traseira do aparelho se assemelha bastante com a identidade visual adotada pela Motorola nos lançamentos recentes da marca. No entanto, basta virar o aparelho para termos uma grata surpresa: display em cascata.

A tela do aparelho desce por sua lateral, dando um visual diferente e bastante interessante para o lançamento. O usuário pode personalizar atalhos para essas bordas, com isso, pode-se ter uma experiência de acordo com a necessidade.

Foto.jpg

Atalho pode ser personalizado a partir da opção Moto do menu. Foto. Olhar Digital 

Outro detalhe interessante é a presença do sensor de impressão digital sob a tela, o que faz com que o usuário desbloqueie o aparelho apenas se quiser – em outros modelos da empresa, com o sensor na parte traseira, é bastante comum desbloquear o dispositivo por engano.

No entanto, apesar da empresa buscar uma apresentação premium para o celular, algumas das implementações fizeram com que o aparelho se mostrasse frágil – mesmo não sendo. Por contar com vidro na parte traseira, as marcas de dedo são muito aparentes, além de parecer que ele pode riscar facilmente.

20200701_215734.jpg

Por conta da traseira de vidro, o smartphone fica "marcado" facilmente. Foto: Olhar Digital 

Além disso, a "pegada" do dispositivo não é muito firme se estiver sem a capa de proteção. Por conta de ser fino, devido à proporção 21:9 da tela, ele dá a impressão de que pode escorregar a qualquer momento. Felizmente, a Motorola disponibilizou uma capa protetora padrão, que acompanha o aparelho.

Performance e autonomia

Por conta do processador Snapdragon 865 presente no aparelho, os testes preliminares indicam uma boa velocidade para abrir aplicativos e rodar jogos, além de acessar sites usando o navegador. Além disso, fiz um teste bem simples, de abrir todos os aplicativos que vieram pré-instalados no telefone de uma vez, o resultado foi interessante. Não houve nenhum travamento ou engasgo do sistema. O próximo passo é tentar com aplicativos mais pesados e jogos que podem exigir mais processamento.

Em relação à autonomia, os 5.000 mAh foram suficientes para pouco mais de 24 horas de utilização ininterrupta, com tarefas do cotidiano, como acessar às redes sociais, ver vídeos no YouTube e jogar cerca de uma hora. Graças ao sistema de carregamento rápido presente no aparelho, bastam alguns minutos na tomada para que ele possa ser utilizado por um tempo relativamente bom antes de ser necessário ligá-lo novamente ao carregador.

Câmera

O grande destaque do aparelho, além da compatibilidade com o 5G, fica por conta do robusto sensor de 108 MP. O nível de detalhes capturados por uma foto impressiona. Mesmo com o zoom aplicado ao máximo, é possível perceber uma boa qualidade nas capturas.

foto-zoom.jpg

Foto com zoom máximo mostra um bom detalhamento. Foto: Olhar Digital

Em ambientes fechados, há uma boa compensação da luz ambiente, fazendo com que a imagem se assemelhe bastante ao cenário fotografado. A câmera de selfie também funciona muito bem, principalmente com o modo retrato ativado.

No geral, os sensores apresentam bons resultados em capturas, principalmente no que diz respeito à luz captada. Uma análise mais detalhada das funcionalidades estará disponível em nossa análise completa.

Conclusão

O aparelho apresenta ótimas configurações para quem realiza muitas atividades ao mesmo tempo. Seja no dia a dia ou em momentos de lazer, o Motorola Edge+ pode ser uma alternativa viável caso o usuário queira gastar um pouco mais e optar por um smartphone um pouco mais robusto.

O preço pode assustar, mas, se considerarmos outros modelos com configurações semelhantes, o aparelho da Motorola se destaca em alguns aspectos, principalmente em questão de câmera. Como informado, o Olhar Digital prepara uma análise completa dos diversos aspectos do aparelho. Você poderá conferir o resultado na próxima segunda-feira (6).


Motorola Brasil 5G smartphone lançamento Celular motorola edge
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você