impressora 3D Flashforge Dreamer

Review da impressora 3D Flashforge Dreamer: facilidade de uso é um ponto forte

Rene Ribeiro 08/04/2019 10h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Modelo pode atender tanto profissionais, quanto usuários mais inexperientes que querem se aventurar no mundo da impressão 3D

A tecnologia de impressão em 3D foi criada em 1984, mas, até hoje, ela vem se aprimorando. Importante dizer isso porque apesar de ser tão antiga, o uso dessa tecnologia ainda não é muito intuitiva.


Apesar disso, houve grandes avanços e é o que vou mostrar no review de hoje, com os testes da impressora Flashforge Dreamer. A Flashforge é uma fabricante que concentra seus esforços em produzir impressoras 3D fáceis de usar. E será que cumpre essa missão? Acompanhe o review e descubra.

Impressora Flashforge Dreamer 3D: design e acabamento

Por serem tão diferentes das impressoras laser e jato de tinta as quais estamos acostumados, é interessante fazer uma introdução antes da análise. As primeiras impressoras 3D pareciam gaiolas com roldanas deslizantes, que levavam os bicos extrusores em cima de uma placa para confeccionar o projeto feito no computador. E eram quase impossíveis de serem usadas com eficiência por usuários comuns, devido ao grau de complexidade da montagem, pois vinham em peças separadas para serem montadas e calibradas.

E na impressora Flashforge Dreamer já é possível notar total diferença do que foi descrito. Ela tem o formato de uma caixa, com dimensões de 48,5 x 40 x 33,5 cm (L x A x P) e pesa 11 Kg. Todo o mecanismo é protegido dentro de uma caixa plástica, onde há uma tampa na parte de cima, que pode ser removida facilmente e uma porta transparente na frente.

Reprodução
Impressora 3D Flashforge Dreamer: fácil de usar e instalar mesmo por usuários inicicantes da tecnologia de impressão em 3D

Por meio dessas entradas, é possível ter acesso ao projeto de impressão e a todo mecanismo, sem dificuldade de espaço. Nos lados há também duas tampas vazadas (para entrada de ar), que também podem ser removidas sem dificuldade.

No painel frontal, exatamente no canto direito inferior, há um painel LCD onde temos acesso a calibragem dos bicos extrusores em relação a plataforma e outras funções. Na lateral direita temos a entrada para o cabo de força e o cabo USB para conectar no computador. Além disso, há um slot para cartão tipo SD, o qual é uma enorme facilidade para imprimir os projetos 3D e vamos explicar o porquê nos tópicos a seguir.

Impressora Flashforge Dreamer 3D: funcionamento

Foi uma grata surpresa verificar a facilidade de instalação e usabilidade dessa impressora. Ela já vem pronta como as impressoras lasers e jato de tinta, sendo necessário apenas inserir o rolo do filamento para o funcionamento. O filamento está para a impressora 3D assim como um cartucho está para a impressora jato de tinta.

Reprodução
Impressora 3D Flashforge Dreamer: o carretel de filamento na parte esquerda é o material plástico de que é feito o modelo 3D. A base em azul no centro é onde o projeto é "impresso"

O filamento é uma resina térmica, que fica em estado pastoso para ser injetada e “imprimir” o projeto. São feitas em formato de fio contínuo, enroladas em um carretel e comercializadas por quilo. O preço do quilo depende do material utilizado e pode ser encontrado no Brasil por preços que variam entre R$ 150 a R$ 300.

A resina pode ser feita de diversos materiais, como o PLA, mais caro por ser biodegradável e de origem vegetal. Ela não solta cheiro quando derretida para imprimir. Já o material ABS é feito de petróleo e emite cheiro forte e, em alguns processos fabricação, pode ser tóxico. Enfim, há outros tipos, mas não vale se estender nesse review.

 O importante a saber é que a maioria dos fornecedores no Brasil usam PLA, facilmente verificável na hora da compra, e está disponível em mais de 60 cores e, no caso das impressoras Flashforge, é muito simples instalar.

Impressora Flashforge Dreamer 3D: o primeiro teste

Como disse, essa fabricante comercializa impressoras 3D de fácil uso (na medida do possível; e explicarei adiante). E foi interessante ler o manual e verificar que era possível imprimir um dos modelos de teste que estava no cartáo SD que acompanha a impressora. Pelo painel de LCD, que é sensível ao toque, bastou escolher um modelo, no caso um chaveiro com o desenho vazado de uma fênix. E, em seguida, escolher a opção print.

Reprodução
Detalhe do display LCD da impressora 3D Flashforge Dreamer. Por meio dele é possível imprimir um projeto em 3D diretamente do cartão SD, sem precisar de um computador

Pronto. A impressora começou a aquecer os extrusores para derreter o filamento para ser impresso, em um processo que demorou cerca de 3 minutos, pois tinha acabado de ser ligada. E, logo depois, partiu para a impressão. O chaveiro, com dimensões de 3,5 x 2,5 cm levou 1 hora e 5 minutos para ser produzido.

Reprodução
O primeiro teste e modelo 3D impresso nesse review: um chaveiro

 

Sim, a impressão 3D demora, pois o processo é feito por um bico extrusor que vai trabalhando como uma caneta, mas precisa fazer isso camada por camada, sendo que cada uma tem 0,2 mm de espessura. E já que falamos em tamanho, vale informar que a impressora Flashforge Dreamer 3D aceita imprimir projetos com dimensões máximas de 230 x 150 x 140 mm (L x A x P).

Reprodução

Portanto, se você já tem um arquivo modelado e gravado nos formatos STL ou GX, já pode copiar em cartão tipo SD, inseri-lo na impressora e, a partir do painel LCD da mesma, escolher o arquivo e, em seguida, clicar no botão print. É só isso mesmo, por isso citei no quinto parágrafo desse texto que é fácil usar o equipamento. E agora você deve estar perguntando: e para imprimir minhas próprias criações? É o próximo passo que vou explicar.

Impressora Flashforge Dreamer 3D: Usando o software

Para modelar um projeto em 3D, temos duas opções: usamos o software dessa impressora chamado Flashprint ou podemos usar qualquer outro software de modelagem neste formato Como exemplos, podemos citar AutoCAD, SketchUP, SolidWorks e Blender e, logicamente, existem outros. Para usá-los, é necessário ter conhecimento desses softwares e, em caso de projetos artísticos, também será necessário ter as técnicas e talento para criar projetos em 3D.

Mas sites como Thingiverse (o maior e mais popular), Cults3D, YouMagine, My Mini Factory, entre muitos outros, disponibilizam milhares de projetos gratuitos para download. Basta baixar o arquivo (nos formatos STL ou OBJ), carregar para o software Flashprint - que converte para o formato GX - e enviar para impressora. Foi usando essa opção que imprimi os testes desse review.

É a forma mais simples e imediata, pois, além de baixar um projeto já pronto, o software é fácil de usar: só alteramos as dimensões do projeto baixado de um desses sites e ajustamos mais alguns parâmetros para a impressão sair do jeito que queremos.

Impressora Flashforge Dreamer 3D: no segundo teste a coisa começa a ficar boa

A impressão 3D não é um processo utilizado cotidianamente. Ao menos, não por enquanto. Portanto, é preciso um pouco de prática para o projeto ficar perfeito e também para ajustar os parâmetros para minimizar o tempo de impressão e economizar filamento. O que posso dizer é que esta curva de aprendizagem é rápida, graças a tecnologia dessa impressora estar bem avançada.

No segundo teste, usamos o software Flashprint, descrito no tópico anterior. E aqui aprendemos a configurar a impressão. Carregamos o arquivo Valkirie_angel.STL, que foi baixado no site Cults3D.

Reprodução
O software Flashprint carrega modelos 3D baixados de sites ou feitos em softwares de render 3D. Por meio dele controlamos os parâmetros de impressão

Após carregar no Flashprint, ajustamos as dimensões do projeto, que são altura, largura e profundidade. Isso foi simples fazer, pois ajustando apenas uma das dimensões, e as outras duas se ajustam proporcionalmente. Abaixo está a tela do software com o projeto carregado.

O próximo passo foi fazer os suportes. Nada mais são do que pilares ou colunas que vão sustentar partes que são mais frágeis e, devido ao plástico esquentar para ser impresso, podem rachar ou até mesmo desmontar.

No caso da figura da Vakirie, a parte frágil eram as asas. Isso é configurado no item Support Options. Escolhi apenas a opção Linear e a espessura das colunas em 2 mm. E depois cliquei no botão Auto supports para criar os pilares. O resultado foi o modelo abaixo:

Reprodução

Suportes que o software faz para sustentar partes mais frágeis. Eles são destacados facilmente depois da impressão pronta

A parte a seguir foi imprimir. E é nesse ponto que temos que “pegar o jeito” e ajustar parâmetros de modo que o processo fique otimizado tanto no tempo de impressão, quanto na economia do filamento. A qualidade da impressão vai depender do método escolhido: low, standard, high e Hyper. Quanto mais qualidade, logicamente o modelo vai demorar mais para ser terminado. Neste teste escolhemos High. A tela abaixo mostra as configurações:

Reprodução

Os parâmetros são passados nessa tela, inclusive a qualidade da impressão. Pode parecer difícil no início, mas depois de 3 impressões, foi fácil entender o processo

O projeto Valkirie, com os suportes de sustentação, na qualidade alta, levou 3 horas e 45 minutos para ser concluído. As dimensões da estátua com o suporte são de 9 cm de altura, por 3 cm de profundidade (contando as asas) e 6 cm da largura (contando a envergadura das asas). Mas deve ser contado também o tempo que foi consumido para imprimir as colunas de suporte. O resultado está abaixo:

Reprodução

Logicamente, os suportes precisam ser removidos. E isso é bastante interessante, pois, apesar dos projetos ficarem bastante rígidos, a impressora monta os suportes de uma forma vazada e fina. E são facilmente removidos, com todas as rebarbas retiradas com as próprias mãos. Não usei nenhuma ferramenta para isso. O resultado final está abaixo.

Reprodução

Reprodução
O projeto Valkirie em seu estado final. Foi o mais demorado devido aos detalhes do vestido, do elmo, detalhes do rosto e asas

Impressora Flashforge Dreamer 3D: terceiro e último teste. A experiência começa a ficar viciante

Imprimi mais um projeto que encontrei em um desses sites já citados. Em vez de decoração, encontrei algo mais funcional, um porta chaves de parede. Neste caso náo foi preciso usar suportes de sustentação. Como o projeto era simples, deixei a qualidade de impressão no modo standard. E o resultado foi a impressão abaixo, com 5 mm de espessura na base (15 mm contando os pinos para pendurar as chaves), 2 mm de espessura nas letras e 140 mm de largura no total. O que mais demorou a ser feito foram os seis pinos. O tempo de impressão total foi de 1 hora e 12 minutos.

Detalhe deste último teste do review: comecei a ficar mais íntimo dessa tecnologia e do software. Comecei a entender melhor como a impressora "constroi" um modelo 3D e verifiquei que os parâmetos podem ser alterados para deixar o projeto mais resistente sem consumir muito tempo. Verifiquei que podia abrir mão da qualidade alta em projetos mais básicos e que, mesmo assim, o resultado era muito satisfatório em termos de acabamento. Enfim, eu queria pesquisar mais projetos e imprimir mais. É o tipo de experiência que vicia.

O resultado do último modelo 3D está abaixo:

Reprodução

o último projeto desse review foi funcional: um porta chaves de parede

Reprodução

Mesmo as partes mais finas apresetam bastante resistência. O pino de 3 mm de diâmetro suporta facilmente o peso de um molho de chaves, mais chaveiro grande de metal

Impressora Flashforge Dreamer 3D: quantas cores podem ser impressas ao mesmo tempo

Esta impressora tem dois bicos extrusores. Imagine essa peça como o cartucho de tinta de uma inkjet comum. Portanto, ela pode imprimir um modelo em até duas cores de filamento. Importante dizer que isso é uma facilidade, mas o objetivo de uma impressora 3D é construir um projeto que vem do software. A pintura não é feita por ela. Ao menos, não por enquanto. Quem sabe no futuro.

Impressora Flashforge Dreamer 3D: manutenção

Segundo a empresa Oderço, distribuidora que emprestou a impressora para testes e que representa a Flashforge no Brasil, é interessante fazer uma manutenção básica periódica pelo próprio usuário, além de manter boas práticas de uso. A manutenção consiste em passar um lubrificante nas engrenagens (um sachê acompanha o produto), mas em baixa quantidade, justamente para não grudar poeira. A base pode ficar com pequenas farpas de filamento, que devem ser removidas. Percebi que isso é bem fácil de remover e, se fizer sempre a cada impressão, o trabalho é muito rápido, pois esses resíduos permanecem em pouca quantidade.

A Oderço também informou que todas as dúvidas dos consumidores podem ser retiradas com ela sem precisar ligar para o revendedor. E isso é bem interessante, já que a Oderço é representante oficial e, portanto, tem todas as informações necessárias.

Impressora Flashforge Dreamer 3D: considerações finais

A promessa da empresa é que este modelo de impressora 3D é fácil de usar, mesmo por usuários inexperientes. E eu fui prova disso. Eu nunca havia testado uma impressora 3D. Em dois dias aprendi a mexer e, consumindo pouco material (filamento), consegui imprimir testes pequenos que ficaram melhores, um após o outro.

A instalação é tão simples quanto uma impressora jato de tinta: cabo de força e cabo USB para ligar no PC. O software vem no cartão SD que acompanha a impressora, mas pode ser baixado e sempre atualizado no site da Flashforge. Vários sites fornecem projetos 3D prontos para serem baixados, desde personagens de filmes e desenhos a objetos úteis e decorativos, como vasos, cases para smartphones e raspberry Pi, por exemplo.

Logicamente uma impressora 3D faz muito sentido para engenheiros, arquitetos, designers, projetistas industriais e em escolas e universidades. Mas devido ao avanço da tecnologia, a Flashforge conseguiu desenvolver essa linha de impressoras para que pessoas sem experiência possam usa-la para empreender, vendendo objetos de arte e utilidades. Claro que é preciso criatividade, um estudo de softwares renders em 3D e pesquisa na internet para se informar mais sobre o assunto. 

Mas a parte boa é que a representante no Brasil, a distribuidora Oderço, dá todo suporte necessário por telefone.

Quanto a velocidade de impressão, vai depender do porte da impressora, mas ainda assim sempre vai depender do projeto. Quando falamos de impressão em jato de tinta ou laser, sáo textos e figuras no plano. Mas quando se trata de uma peça em 3D, o processo ainda é lento. Somente impressoras 3D maiores que ultrapassam o preço de R$ 9 mil podem ter velocidades um pouco mais rápidas. A Flashforge Dreamer que testamos aqui custa cerca de R$ 4.700.


Impressoras review Impressora 3D
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você