Telefonia fixa

Serviço de telefonia fixa deixou de ser prestado em 2,69 milhões de domicílios nos últimos 12 meses

Rui Maciel 06/06/2019 21h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Nos últimos 12 meses, a Vivo apresentou redução de 1,08 milhão de linhas (-8,05%), a Oi menos 1,17 milhão (-9,33%) e a Claro menos 660,46 mil (-6,12%).

Dados de abril de 2019 divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informam que o serviço de telefonia fixa deixou de ser prestado em 2,69 milhões de domicílios nos últimos 12 meses (-6,88%). No total, 36,36 milhões de domicílios brasileiros possuíam telefone fixo em abril deste ano. 

Em abril de 2019, a Vivo registrou 12,29 milhões de domicílios atendidos com linhas fixas (33,80% de mercado), a Oi teve 11,36 milhões (31,24%) e a Claro teve 10,12 milhões (27,84%). Nos últimos 12 meses, a Vivo apresentou redução de 1,08 milhão de linhas (-8,05%), a Oi menos 1,17 milhão (-9,33%) e a Claro menos 660,46 mil (-6,12%).

No entanto, as Prestadoras de Pequeno Porte (PPPs) registraram aumento de 16,93 mil domicílios na prestação da telefonia fixa (+1,04%). A PPP é uma empresa que detém menos de 5% de cada mercado de varejo de telecomunicações em que atua. 

Na variação de março para abril de 2019, o serviço de telefonia fixa deixou de ser prestado em 147,73 mil residências (-0,40%). Enquanto os grandes grupos de telecomunicações apresentaram uma redução total de 170,15 mil linhas fixas (-0,49%), as PPPs tiveram um acréscimo de 22,42 mil (+1,39%).

Concessões e Autorizações

Nos domicílios brasileiros, a telefonia fixa prestada em regime público (concessões) apresentou redução de 1,96 milhão de linhas (-8,88%) em doze meses. Nesse período, a diminuição das linhas fixas em regime privado (autorizadas) foi de 707,5 mil unidades (-4,27%). Entre março e abril de 2019, a redução foi de 88,76 mil domicílios (-0,44%) para a prestação em regime público e de menos 68,89 mil (-0,43%) no regime privado.

Para o possuidor de uma linha fixa, uma das diferenças é que no regime privado o reajuste é estabelecido pelo Índice de Serviços de Telecomunicações (IST) e no regime público o reajuste é pelo IST mais um redutor tarifário denominado Fator X.

Os números do serviço de telefonia fixa estão disponíveis no Portal da Agência Nacional de Telecomunicações, há informações por empresa, grupo, município e estados e Distrito Federal.

Fonte: Anatel

 
Telefonia Anatel Brasil Telefone
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você