Qualcomm recusa nova proposta de compra feita pela Broadcom

A Qualcomm recusou a nova oferta de aquisição feita pela Broadcom. Em um comunicado postado em seu site oficial, a fabricante de chips voltou a dizer que os valores oferecidos pela concorrente subvalorizam a Qualcomm.

É a segunda vez que a criadora dos processadores Snapdragon resiste a uma investida da Broadcom. No fim do ano passado, a fabricante norte-americana de semicondutores ofereceu US$ 130 milhões para comprar a Qualcomm, sendo US$ 103 bilhões pela empresa e mais US$ 25 bilhões para abater uma dívida da Qualcomm. Após a negativa, a Broadcom aumentou a oferta para US$ 121 bilhões, ou US$ 146 bilhões com o valor da dívida.

A nova oferta colocava o valor de cada ação da Qualcomm em US$ 82. No comunicado, a fabricante dos Snapdragon questiona se esse é o valor máximo que a Broadcom oferece pelas ações, ou se ela está disposta a pagar ainda mais pelos ativos da Qualcomm.

Outro questionamento trata de questões regulatórias. A Qualcomm aparentemente teme que o acordo não seja aprovado por órgãos competentes e que a empresa sofra danos por causa disso. Por isso, ela pergunta se a Broadcom está disposta a tomar qualquer ação necessária para garantir a concretização da aquisição, caso ela venha a acontecer.

Depois da primeira negativa, a Qualcomm parece ter aberto espaço para negociar a fusão com a Broadcom. Resta saber até que ponto a concorrente está disposta a negociar, mas ao que tudo indica uma nova grande negociação no mundo da tecnologia pode ser anunciada em breve.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ